top of page

Homem brinca em avião que tem bomba-relógio, é preso e faz acordo com MP para pagar multa

Gabriela Coelho - R7 Brasília

Caso ocorreu em agosto do ano passado após embarque de passageiros em um voo que iria de Campinas a Cascavel

Um passageiro foi preso depois de informar falsamente que estava transportando uma “bomba-relógio” dentro de um avião. Após ficar três dias preso, ele teve liberdade provisória concedida com o pagamento de fiança. O homem fez um acordo com o Ministério Público de Campinas para evitar a continuidade de processo criminal mediante pagamento de multa. O caso ocorreu em agosto do ano passado após o embarque de passageiros em um voo que iria de Campinas, em São Paulo, a Cascavel, no Paraná. 

Na ocasião, enquanto o avião estava em solo, o passageiro ficou incomodado pelo fato de um comissário ter questionado sobre o conteúdo de uma caixa de papelão que ele transportava, momento em que teria dito que se tratava de uma “bomba-relógio”.


Por questões de protocolo de segurança, a Polícia Federal foi acionada e prendeu em flagrante o referido passageiro, que alegou que seria apenas uma “brincadeira”. Independentemente da alegação do passageiro, a PF instaurou inquérito para apurar a prática do crime de atentado contra a segurança de transporte aéreo, com pena de reclusão de dois a cinco anos.

O advogado Leonardo Magalhães Avelar, responsável pela defesa da companhia aérea, afirmou que "a segurança do espaço aéreo é assunto de segurança nacional e os protocolos adotados pelas empresas aéreas e pela Polícia Federal não deixam espaço para 'brincadeiras'. Importante que o caso concreto tenha um caráter pedagógico a outros passageiros que venham a pensar em repetir essa espécie de conduta”.
 

Texto publicado originalmente em R7 Brasília.

Comments


bottom of page